domingo, 11 de dezembro de 2011

Poema: O álcool é mau companheiro

Em época de festas, há tendência para os excessos de bebidas alcóolicas. Não são as festas o lado pior mas sim a bebida de todo o ano, que cria habituação e vícia. Sobre o álcool eu escrevi este poema:

O ÁLCOOL É MAU COMPANHEIRO

O álcool é mau companheiro
E leva-nos por caminho errado
É muito melhor andar sozinho
Que andar mal acompanhado

O álcool é uma grande ilusão
Que a todos promete felicidade
Desvia-nos do bom caminho
Para nos esconder a realidade

O álcool não é santo milagreiro
O álcool não passa duma ilusão
Diz que aquece e que refresca
O álcool é um grande charlatão

O álcool é como a maré
Que vai e vem sem parar
Promete mudar, e não muda
Vai, mas volta ao mesmo lugar

O álcool faz mal aos filhos
Como já fez mal aos pais
Ele enfraquece os fortes
E faz os fracos, ainda mais

Quem bebe demais já sabe
Que acaba por ficar borracho
O álcool torna todos iguais
Faz o nivelamento por baixo

O álcool é um mentiroso
A todos promete felicidade
O álcool é um fala-barato
Que anda longe da verdade

Quem se entrega à bebida
Perde a dignidade humana
Bebe para enganar os outros
Mas é a si, que ele engana

Quem bebe para esquecer
Não resolve problema nenhum
Aos problemas que já tem
Ele vai acrescentar, mais um

Sem comentários:

Enviar um comentário