segunda-feira, 24 de maio de 2010

Poema: Moto 4 o todo-o-terreno dos pobrezinhos

Quem gosta de passear pelos campos, é muitas surpreendido pela aparição inesperada de grupos barulhentos de motos e motos 4, vindos não se sabe bem donde, impossível de passarem despercebidos de tão barulhentos que são e que deixam um rasto de destruição nos caminhos à sua passagem e da perturbação que fazem naqueles que procuram no campo um pouco de sossego.
Infelizmente parece ser mais uma moda que veio para ficar.
Apesar dos alertas dos ambientalistas, para a necessidade de reduzir os gases de efeito de estufa, nada trava estes novos cavaleiros do Apocalipse.
Foi a pensar neste fenómeno que eu fiz este poema.

No Portugal dos pobrezinhos
Quem não tem cão, caça com gato
Quem tem dinheiro, anda de jipe
Quem não tem, anda de moto 4

Fujam que vêm aí os bárbaros
Atravessando muros e valados
De moto, jipe e moto quatro
Vêm, mas não são desejados

Vêm em grupos barulhentos
Cavalgando demónios à solta
Eles deixam nos camponeses
Muitos sentimentos de revolta

Passam como cães raivosos
Rosnando por vinha vindimada
Destroem caminhos e campos
De bom, eles não trazem nada

Roncam motores pelas serras
Montes e vales do meu país
Poluição e alterações climáticas
Isto para eles, nada lhes diz

Não respeitam a Natureza
Embora digam dela gostar
Aqueles que amam a Natureza
Vêm de bicicleta ou a caminhar

Quem ama a Natureza
Não assusta os animais
Não destrói seus habitats
Com visitas prejudiciais

Venham a pé ou de bicicleta
Venham apreciar a Natureza
Venham respirar o ar puro
O silêncio e a sua beleza

Eles não sabem, nem sonham
O mal que à Natureza fazem
Deixam um rasto de destruição
Eles estão a mais, na paisagem

2 comentários:

  1. Boa dia,

    Já pensou porque é que a maioria dos passeios com motos, motos4 e jipes são organizados pelos Bombeiros Voluntários, esse grupo de verdadeiros ambientalistas, que dão a vida se preciso for para proteger a floresta?

    Porque os Bombeiros Voluntários sabem que o Todo-Terreno contribui para que se mantenham caminhos transitáveis que de outro modo não o estariam, permite que sejam percorridas e vigiadas florestas que os "ambientalistas de gabinete" nem sonham que existem.

    Qual é o problema de usufruir da natureza?
    Passar em caminhos já criados ou criar caminhos novos é uma boa maneira de garantir acessibilidade aos bombeiros quando estes fazem o seu trabalho real e meritório de salvar florestas ao abandono.

    A circulação em florestas pelos amantes de TT constitui muitas vezes a única presença humana por zonas rústicas e rurais neste país desertificado, sendo por essa via sinalizadas situações como depósitos de lixo ilegal, armadilhas de caça ilegal, etc.

    Por isso por favor tenha o espírito um pouco mais aberto sobre o todo-o-terreno, informe-se mais sobre a disciplina :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estimado Jael
      Agradeço o seu comentário ao meu poema, O seu comentário foca um outro ângulo da questão, mais na vertente de combate aos incêndios e a minha visão é mais ambientalista sobre os benefícios ou malefícios que os moto-4 provocam por onde passam. De qualquer modo agradeço o seu testemunho.
      Escreva sempre.
      António Silva

      Eliminar